Raiz Cultura blog!

Raiz Cultura blog! ajuda a resgatar a cultura de raiz e a ancestralidade do nosso povo!

Ervas de oxum.

Salve turminha das er­vas e do Amor à na­tu­reza.

Quero agradecer de muito coração as manifestações em relação ao nosso texto do mês passado, muitíssimo obrigado pela repercussão.

Todos nós temos, principalmente nós que escrevemos ou formamos opinião ao pú­blico, religioso ou não, a necessidade da opinião pública, sobre as questões co­locadas a partir de nosso ponto de vista. É pela diversidade que aprendemos, que cres­cemos e evoluímos.

Costumo dizer que nunca aprendi nada com quem somente concordou comigo.

O aprendizado é contínuo, e muitos acon­tecimentos em nossa vida estão liga­dos a essa força de aprendizado.

Nossas percepções vão melhorando a cada dia, e só não aprendem os que acham que já sa­bem tudo, ou os preguiçosos, que acre­ditam que tudo cai do céu ou que “seus gui­as” sempre estarão prontos e dis­poníveis quando convier a seus médiuns.

Muitas pessoas depois de passarem pelos nossos encontros com as ervas, rela­tam que sua “visão” melhorou em relação às plantas de seu próprio jardim, ou de seu bairro. Começam a observar cada erva daninha, cada árvore, como se fosse única e como se passasse uma mensagem.

E passam mesmo!

Afinem sua percepção de forma sim­ples. Antes de preparar um banho, ou de­fumação, pegue um pouco do preparo de ervas, secas ou frescas, e segure na palma das mãos. Feche seus olhos e respire profundamente. Sinta a erva nas mãos, sin­ta sua força, coloque nela seu desejo, sua expectativa de funcionamento, resumindo: ATIVE-A !

Mesmo a erva seca reage a nosso es­tímulos humanos.

Se quiser se aprofundar um pouco mais nessa percepção, após seu banho de ervas, que pode ser preparado de acordo com as instruções que já foram dadas aqui, ou as que estão em sua emba­lagem de banhos de ervas (espero que o banho de você está comprando tenha, no mínimo, uma empresa responsável, com responsabilidade terapêutica e instruções de uso), pegue um punhado dessas ervas e coloque-as em cima de uma toalhinha branca.

Use alguma musica suave para ajudar na concentração.

Espalme sua mão sobre essas ervas e deixe sua vibração fluir continuamente, iniciando nas palmas (das mãos), percorrendo todo seu corpo, deixando-o iluminado por uma luz que vai do verde ao violeta.

Visualize essa luz passando por todos os órgãos do seu corpo, deixe-a expandir em círculos ao redor do seu corpo e principalmente sinta seu espírito envolvido nessa força. Isso é rápido e pode durar o tempo da musica que colocar.

Faça afirmações positivas de limpeza, equilíbrio e energi­zação.

Cura, prosperidade, amor são sem­pre bem vindos também.

Aproveitem a vibração de Mamãe Oxum, que tem as ervas citadas nesse mês.

As definições de ervas quentes, mornas e frias tem origem em nosso trabalho e estão disponíveis em outras matérias do JUS.

Vale lembrar que as definições de Orixás, Tronos, fatores, verbos atuantes, enfim, a Teogonia usada para esse trabalho, tem origem no fantástico trabalho de Pai Benedito de Aruanda, entre outros mestres do astral, que através da  psicografia de Rubens Saraceni – que sem dúvida nenhuma é o grande percussor e incentivador do nosso trabalho e de muito outros irmãos –  pôde nos abençoar com esse conhecimento, e servir de base para tudo isso.

É isso turminha das ervas.

Em breve, nosso site estará no ar com muitas novidades.

Entrem e façam seu cadastro.

Sucesso, saúde e muito poder realizador.

Oxum é o Trono irradiador do Amor Divino e da Concepção da Vida em todos os sentidos.

Como “Mãe da Concepção” ela estimula a união matrimonial, e como Trono Mineral ela favorece a conquista da riqueza espiritual e a abundância material.

Orixá:   Oxum

Elemento:         Mineral

Sentido Divino: Amor

Pólo magnético:           Positivo / Feminino

Fatores principais:        concepção, agregação

Atribuição:       Irradiar o Amor viva a todos os seres

  • Ervas Quentes: cipó cabeludo – cipó seda, buchinha do norte, …

Verbos atuantes nas ervas quentes: amolecer, aprofundar, aproximar, misturar,

confundir, expulsar, empedrar, estreitar, corroer (pelas águas), granular (reduzir a grãos), …

  • Ervas Mornas: Alfavaca, Calêndula Flor, Camomila Flor, Canela, Carqueja Amarga,

Catuaba – Pau de Resposta, Damiana, Graviola Folha, Imburana Semente, Laranjeira Folha,

Macela Flor, Manjericão, Melissa Folha, Menta, Pata de Vaca, Poejo, …

Verbos atuantes nas ervas mornas: abastar, prosperar, conceber, florescer,

agregar, unir, aproximar, flexibilizar, melhorar, receber , …

  • Ervas frias: Malva cheirosa (rosa), rosas, erva doce, macela flor, melissa, patchouly, maçã, …

Verbos atuantes nas ervas frias: atrair, agregar, unir, aproximar, flexibilizar, melhorar, receber, …


Por Adriano Camargo – O Erveiro da Jurema

Texto escrito para o Jornal de Umbanda Sagrada – Julho de 2008

No comments yet»

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: