Raiz Cultura blog!

Raiz Cultura blog! ajuda a resgatar a cultura de raiz e a ancestralidade do nosso povo!

índios dos Andes e da América!

bolivianos

Ìndios Fazem Devolução da BíbliaEm 1985 – Para João Paulo II

LA PAZ – Os índios dos Andes e da América decidiram “aproveitar a vi­sita” do Papa João Paulo para devolver-lhe a Bíblia, pois, “em cinco séculos, ela não nos deu nem amor, nem paz, nem justiça”, segundo uma carta de dirigen­tes indígenas bolivianos enviada ao Sumo Pontífice. “Por favor, leve a sua Bíblia e a dê aos nossos opressores, cu­jos corações e cérebros precisam mais de seus preceitos morais”, acres­centam os índios na carta enviada ao Papa, que foi divulgada ontem em La Paz, assinada por Máximo Flores, do Movimento Índio do Kallasuyo (Aymara) e Evmo Valeriano, do Partido Índio (Ay­mara) e Ramiro Reynaga, do Movi­mento Índio Tupac Katari (Kheswa), representando as comunidades da Bolívia e do Peru.

Reynaga disse que quando o Papa se encontrar em Cuzco, capital do anti­go império Inca, os índios lhe devol­verão os evangelhos levados por colo­ni­za­dores para oprimir os povos ameri­canos, e destruirão publicamente seus vestidos “ocidentais” para vestir seus trajes típicos. Ao tornar pública a carta ao Papa, o dirigente índio disse que “co­mo parte do intercâmbio colonial imposto, recebemos a Bíblia, que foi a arma ideológica do assalto colonialista. A espada espanhola que de dia atacava e matava corpos de índios, de noite se tornava a cruz que atacava a alma indígena”.

A carta destaca que os índios que podem saudar o Papa João Paulo quan­do chegar ao território de Tawan­tinsuyu, milenar por manter os pre­ceitos de paz e humanidade, e acres­centa: “Apesar de nossa enorme quanti­dade de minerais, petróleo, campos de plantação e outras riquezas, somos povos famintos, doentes, ignorantes, fanáticos por esta ou aquela seita, reli­giosa ou anti-religiosa”.

Em seguida, afir­ma que desde a chegada de Colombo à América, impõe-se uma cultura, um idioma, uma religião, alguns valores que correspondiam à Eu­ropa, a mesma que gerou tanto o co­munismo totalitário quanto o capitalismo injusto.

E agora, afirma o documento, “Sua San­tidade vem visitar e abençoar o opres­sor estrangeiro, aquele que des­fru­ta o sofrimento alheio ou vem visitar o povo natural oprimido, aquele que so­fre?” As contradições não somente acon­tecem entre o comunismo e o capi­talismo ou entre a direita e a esquerda, mas também “na alternativa política vital, primeira e necessária, que está for­mada por duas opções: liberdade dos povos contra o colonialismo eu­ropeu”.

Texto publicado no Jornal de Umbanda Sagrada em Abril de 2009, tem como fonte o Jornal Estado de Minas (3-2-85).

No comments yet»

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: