Raiz Cultura blog!

Raiz Cultura blog! ajuda a resgatar a cultura de raiz e a ancestralidade do nosso povo!

Arquivo para brasil

Krahô!

kraho

Em 1930 os Krahó indagados pelo etnólogo Curt Nimuendajú traduziram seu nome como “pêlo (hô) de paca (cra)”.

Três décadas depois, indivíduos dessa mesma etnia discordavam dessa tradução, afirmando que Krahó era nome de origem civilizada. A forma usual de grafar o nome deste povo, “Krahó”, se deve a uma interpretação inadequada dos sinais diacríticos utilizados por Nimuendajú. Essa forma se difundiu nos textos etnológicos, está presente nos nomes pessoais dos indígenas para uso na sociedade envolvente e até nos títulos dos livros publicados pelos índios; por isso é adotada no presente texto. Ironicamente, a forma “Craô”, mais ajustada à pronúncia, é compatível tanto com a ortografia oficial brasileira quanto com a grafia atualmente utilizada pelos Krahó para escreverem na sua língua.

Continue lendo »

Anúncios

Introdução a uma história indigena.

3152739_indios1.jpg

Como eram e são tão bárbaros, e destituídos da razão, não trataram de Escritura, ou de outros, monumentos em que recomendassem à posteridade as suas Histórias para que dela víssemos os seus Principados, alianças, Pazes, e discórdias de soberanos, sucessos de Estados, conquistas de Províncias, defensas de Praças, admirássemos vitórias e perdas de Batalhas, e todo o memorável com que a fortuna e a política vão sempre, com os séculos, acrescentando às Histórias das Monarquias. Por esta Cauza, ignoramos o que se conhece de todas as outras Nações do Mundo […]

(Ignácio Barboza Machado,
Exercícios de Marte, 1725, fol. 90.)

Continue lendo »

Você sabia?

 

raizcultura.gif

Respondendo perguntas….

O que é o Raiz Cultura?
Qual é a missão do projeto?

 

Raiz Cultura é um projeto social que consiste em valorizar as nossas tradições culturais que compõem o nosso patrimônio material e a nossa identidade como povo brasileiro, como o cavalo piancó, o bumba-meu-boi, o pagode do mimbó, o teatro e a dança,lendas indígenas, aboiadores, baianas, capoeira regional e de angola, bumba-meu-boi, vaqueiros encourados, burrinha, maculelê, fanfarra, samba-de-roda, reisado, grupos musicais e bandinhas típicas.

Continue lendo »

Resgate a Umbanda


caboclo.jpg

“…Se queres um nome que seja este:
Caboclo das Sete Encruzilhadas
pois para mim não haverá caminhos fechados…”

Contar a história da UMBANDA é quase contar a história do Brasil, pois, assim como o povo brasileiro, ela integra em suas “veias” as VÁRIAS ETNIAS, as mesmas que construíram nossa cultura.

Continue lendo »

Eram os Gregos Macumbeiros?

Atenas, quarenta e cinco minutos do segundo tempo:

atenas1.jpg

“Sócrates já se tinha tornado rijo e frio em quase toda a região inferior doventre, quando descobriu sua face, que havia velado, e disse estas palavras,as derradeiras que pronunciou:
– Críton, devemos um galo a Asclépio; não te esqueças de pagar essa dívida.”

É desta forma que Platão (Fédon, 118a) narra os últimos momentos de Sócrates.

Continue lendo »

Somos Quilombola!

quilombola_de_sibauma.jpg

Quilombolas são descendentes de escravos negros cujos antepassados no período da escravidão fugiram dos engenhos de cana-de-açúcar para formar os agrupamentos de refugiados e de resistência chamados de quilombos.

Local isolado, formado por escravos negros fugidos… Esta talvez seja a primeira idéia que vem à mente quando se pensa em quilombo. Se pedirem um exemplo, o Quilombo de Palmares, com seu herói Zumbi será certamente a referência mais imediata.

Continue lendo »